quarta-feira, 1 de julho de 2009

Payard fecha as portas (por enquanto)



Depois de funcionar por 12 anos na Lexington Avenue, em Nova York, o badalado restaurante do chef francês François Payard acaba de fechar as portas. A notícia foi divulgada há 2 dias no site da "New York Magazine", seguida de uma nota nesta quarta-feira no "The New York Times".

O motivo já vinha sendo comentado na mídia norte-americana há algumas semanas: seu locador, Stephen Kirschenbaum, havia pedido um aumento de 62% no aluguel do espaço onde fica o Payard Pâtisserie e Bistro, o que alcançaria 60 mil dólares por mês. “O máximo de aumento que eu poderia aguentar nesta economia é de 20%", disse Payard ao site Crain's, no dia 27 de maio. As notícias também davam conta de que Payard já comunicara ao Departamento do Trabalho de Nova York sua intenção de fechar o bistrô em agosto. Por conta da crise, em janeiro, Payard começara a abrir a casa aos domingos pela primeira vez. Alexandra Payard, ex-mulher do chef, continuará a operar seu catering, o Tastings, e, segundo o referido site, irá contratar parte dos 74 funcionários do premiado bistrô do Upper East Side.

Payard, que deixou Paris em 1991 para tornar-se confeiteiro do estrelado Le Bernardin de NY, espera reabrir o restaurante em outro lugar da cidade. Nesse meio tempo, continuará a operar a fábrica de chocolates em Dumbo, no Brooklyn, e as filiais de Las Vegas, Japão e Coreia.

Ainda de acordo com o Crain's, Payard não é o único a deixar de pagar o aluguel do prédio (desde dezembro, segundo Kirschenbaum, que diz ainda que o chef havia pedido isenção do aluguel durante o outono). O edifício da Lexington Avenue abriga também um príncipe da Turquia, que mora no terceiro andar, não paga o aluguel (de apenas 357 dólares) há 4 anos e, desde 2006, está em litígio com o locatário.

2 comentários:

Bianca R disse...

E o que vai acontecer com o Payard de São Paulo?

Cris Couto disse...

Cara Bianca,
Foi erro meu (já corrigido no texto). O Payard Rio já havia fechado há algum tempo.

Abraço,