sexta-feira, 27 de março de 2009

Cozinha materialista



No dia 1º de abril, meu amigo, o sociólogo e ensaísta Carlos Alberto Dória, lança seu novo livro - A culinária materialista - cuja resenha estará na menu deste mês. Em linhas gerais, Dória está interessado no aspecto material da culinária, mais do que em seu significado simbólico, tão ao gosto da Antropologia. Nesse universo de reflexão, a menina dos olhos é a questão que ele convencionou chamar de "a inutilidade das receitas" - ou seja, seu papel questionável enquanto veículo de transmissão de conhecimento culinário.

Em uma recente troca de e-mails, em que eu apresentava a minha breve apreciação do papel das receitas do ponto de vista histórico, ele me respondeu: "as receitas podem ser encaradas de qualquer maneira (do ponto de vista histórico, antropológico etc.). Só que, para COZINHAR, as receitas são ordens de comando, de como processar operações materiais de transformação das matérias-primas". E, nesse sentido, acredita ele, elas têm ajudado muito pouco - e isso, ele garante, numa apreciação dos próprios cozinheiros.

Para entender um pouco mais sobre essa questão, Dória fará um lançamento diferente: em lugar de noite de autógrafos, ele convidou chefs (como Rodrigo Oliveira, do Mocotó) e jornalistas (como Josimar Melo, da Folha) para montarem um debate sobre o tema. O debate será às 19h, na Livraria Cultura. Vale conferir.

Em tempo: o Dória também lançou um blog, o Boca Livre, em que esta e outras reflexões comparecem.

Livraria Cultura (avenida Paulista, 2.073, Conjunto Nacional)

Um comentário:

João Luiz disse...

Cris, só o nome do livro já é suficiente para aguçar a curiosidade (e o paladar). Se não puder ir ao debate, certamente devorarei o livro.