domingo, 13 de janeiro de 2008

Cinema em pratos estrelados



Nós temos O cinema vai à mesa, de Rubens Ewald Filho e Nilu Lebert, livro em que chefs brasileiros ensinam a fazer receitas de filmes, como Volver, de Almodóvar, e Dona flor e seus dois maridos. Já os espanhóis ganharam, no final do ano passado, seu Tabula 35 mm: um livro que reúne chefs incensados de todo o mundo – inclusive do Brasil – interpretando momentos gastronômicos de grandes clássicos do cinema.

Uma das páginas da obra Tabula 35 mm

A obra, idealizada pelo chef basco Andoni Luis Aduriz, do estrelado Mugaritz, foi divulgada em vários jornais da Espanha. O volume, segundo os veículos do país, faz parte de um ambicioso projeto de "enciclopédia gastronômica", também de Aduriz, em conjunto com Santos Bregaña e David de Jorge, responsáveis pela linha editorial da Navarrorum Tabula, cujo primeiro volume foi Ovo, seguido do também badalado Bacalao.

O idealizador de Tabula 35 mm, Andoni Aduriz

“O objetivo do livro é atiçar a memória para provocar prazer”, disseram os autores dos textos cinematográficos, Carlos Plaza e Raúl Nagore. A elaboração de Tabula 35 mm, com 200 páginas, durou 2 anos. As receitas incluem interpretações das codornas de A festa de Babette (1987), filme de Gabriel Axel,
do mole de Como água para chocolate (1992), do mexicano Alfonso Arau, e até do pirulito que chupava Lolita (1962), no filme de Stanley Kubrick. Cada película vem acompanhada de uma fotografia, de um extrato do diálogo da seqüência gastronômica – os filmes foram selecionados por Aduriz – e das receitas correspondentes, interpretadas à luz da criatividade de cada cozinheiro.

Alberto Chicote, por exemplo, reinterpreta o doce de nata ao qual a personagem Patsy não resiste em Era uma vez na América (1984), de Sergio Leone. A criação do chef do Nodo, de Madri, é uma versão dos canelones doces de sua mãe, também irresistíveis para o cozinheiro quando pequeno. Já Aduriz oferece sua interpretação para o banquete de O império dos sentidos: ovo escalfado de gemas de ouriço do mar, leite de soja e amêndoas, consomê de alhos tostados e algas. “A vida é só sexo, a comida é sexo”, diz Sada a seu amante Kichizo no filme. “Nem sequer há o ar. Só é possível respirar a carne do outro”, enfatiza o chef basco.

Heston Blumenthal, do restaurante inglês The Fat Duck

Também participam da obra o inglês Heston Blumenthal, do restaurante The Fat Duck (um dos mais importantes da cena gastronômica atual), que ficou com o filme Descalços no parque (1967), estrelado por Jane Fonda e dirigido por de Gene Saks; Albert Adrià, irmão de Ferran Adrià (que, além de cozinhar no elBulli mantém um interessante bar de tapas em Barcelona, chamado Inopia), prepara um gelado de leite para homenagear Laranja mecânica (1971), também de Kubrick; e o brasileiro Alex Atala, que faz seu consomê de cogumelos ao perfume da Amazônia para o filme Alice no país das maravilhas (1951).

Consomê de cogumelos, de Alex Atala

Outros cozinheiros que participam da deliciosa brincadeira são:
Andrés Madrigal (restaurante Balzac, Madri)
José Ramón Andrés (Jaleo, Washington)
Magnus Ek (Oaxen, Suécia)
Willie Dufresne (WD-50, Nova York)
Josean Martínez Alija (Guggenheim Bilbao, Bilbao, Espanha)
Seiji Yamamoto (Ryugin, Tóquio)
Carles Abellán (Commerç24. Barcelona)
Fermí Puig (restaurante Drolma, Barcelona)
Ángel Leon (restaurante Tambuche, Cádiz, Espanha)
Hiroyoshi Ishida (Mibu, Tóquio)
Paco Roncero (La Terraza del Casino, Madri)
Thierry Marx (Château Cordeillan-Bages, Pauillac, França)
Gorka Txapartegui (Alameda, Hondarribia, Espanha)
Yann Duytsche (Dolç, Barcelona)
Moreno Cedroni (Madonnina del Pescatore, Senigallia, Itália)
Enric Rovira (Enric Rovira, Barcelona)
Grant Achatz (Alinea, Chicago)

Alguns filmes que estão no livro:
American beauty (1999), de Sam Mendes
Matrix (1999), dos irmãos Wachowski
Kill Bill vol. 2 (2004), de Quentin Tarantino
Trainspotting (1996), Danny Boyle
2001: Uma odisséia no espaço (1968), Stanley Kubrick
O carteiro toca sempre duas vezes (1981), Bob Rafelson
Dolls (2002), de Takeshi Kitano
Ohayo (1959), de Yasujiro Ozu
Era uma vez na América (1984), de Sergio Leone
The gold rush (1925), de Charles Chaplin
The fortune cookie (1966), de Billy Wilder
O discreto charme da burguesia (1972), de Luis Buñuel

Mas não se iludam: como a grande maioria das receitas da cozinha de vanguarda, as que pertencem ao Tabula não são diferentes – praticamente impossíveis de se fazer em casa. E, segundo a dupla David de Jorge e Hasier Etxeberria, do irreverente blog Glotonia, tampouco os pratos são para “alimentar a vista”, mas para atiçar “certa pornografia culinária”. Uau!!

2 comentários:

Luciana disse...

Olá, Cris.
Não consigo encontrar seu livro para indicar. Por favor, entre em contato comigo por e-mail.
Beijo,
Luciana

Cris Couto disse...

oi, luciana,
adistribuição do livro realmente é falha. o meio mais fácil pé pela internet: na cultura ou saraiva, por exemplo. vou colocar um link ao lado do meu perfil no blog, ok? caso queira mais detalhes, me mande um email, pois não tenho o seu: criscouto@criscouto.com
abraço,