sexta-feira, 28 de setembro de 2007

Onde vai a castanha-do-pará?


No bolo. A acompanhante da minha avó, Ana Paula, inventou de acrescentar no seu bolo de fubá uma farinha de castanha-do-pará (ou castanha-do-brasil) que eu tinha aqui em casa. O produto é da Ouro Verde Amazônia, que, de maneira sustentável, também produz creme da castanha e um azeite incrível. A castanha-do-brasil é rica em ômega 6, ômega 9, minerais e antioxidantes. O azeite feito a partir dela não sofre nenhum tratamento térmico, e tem acidez média de 0,4% (nenhum azeite pode ter acidez maior do que 2%). Já a farinha tem um teor de gordura menor do que o da castanha, pois é produzida depois da extração parcial do óleo da noz.

Enfim, a farinha da castanha estava por aqui e a Ana Paula reformulou sua receita de bolo de fubá. Não se espantem com a quantidade de óleo, o bolo fica macio e delicado, com cara de chá da tarde na casa da vovó.

Bolo de fubá com castanha-do-brasil

Ingredientes

2 xícaras (chá) de farinha de trigo
1 xícara (chá) de fubá
1 xícara (chá) de óleo (faltando 1 dedo para completá-la)
3 ovos
1 xícara (chá) de açúcar orgânico cristal dourado (Native)
1 xícara (chá) de farinha de castanha-do-brasil (Ouro Verde)
1,5 xícara (chá) de leite
1 colher (sopa) de fermento
canela a gosto

Preparo

Muito simples. É só misturar todos os ingredientes (os secos primeiro e depois os líquidos), bater "na mão" e levar ao forno, preaquecido, a 180ºC por cerca de 25 minutos. A forma deve ter cerca de 22 cm de diâmetro.

Um comentário:

françoise disse...

belíssima idéia. e vive nossa saudável e deliciosa castanha de pará. finalmente algo bem nosso.