sexta-feira, 30 de novembro de 2007

Super-gêmeos, (re) ativar!


Sergio e Javier Martinez, no futuro restaurante

Menos de um ano depois de inaugurarem o restaurante Eñe, em São Paulo, os gêmeos catalães Javier e Sergio Torres Martinez se preparam para uma nova empreitada. Dos Cielos, o novo restaurante comandado pela dupla na cidade de Barcelona, está previsto para abrir as portas em abril de 2008.

Localizado no ultra-moderno Sky Hotel & Restaurant – o 4º edifício mais alto da cidade -, o restaurante panorâmico tem como proposta a culinária mediterrânea, focada na qualidade do produto e nas modernas técnicas de cozinha.

Ambos profissionais tarimbados – Javier foi durante anos chef-executivo do estrelado Racó de Can Fabes, de Santi Santamaría, e Sergio passou pela cozinha do prestigiado Akelarre, além de trabalhar com Alain Ducasse -, os gêmeos também têm alma de investigadores. Com pesquisadores da Universidade Politécnica de Valência, desenvolveram um equipamento chamado Gastrovac, que realiza cozimentos em baixa temperatura e baixa pressão. Atualmente, estudam as possibilidades da aplicação em gastronomia da cristalização sensível – método a partir do qual pode-se verificar as propriedades qualitativas e energéticas de substâncias orgânicas.

A proposta dos empreendedores é sque o restaurante torne-se uma referência da atual cozinha espanhola na cidade. A cozinha do Dos Cielos será totalmente aberta e integrada ao salão, com um admirável sistema de circulação de ar, e o terraço terá vista para o mar. O restaurante terá, ainda, um luxuoso lounge.

O hotel, que está em construção, pertence ao grupo hoteleiro Habitat Hotels e foi concebido pelo arquiteto francês Dominique Perrault. Terá 120 metros de altura, 36 andares (5 deles subterrâneos) e 260 quartos equipados com tecnologia de ponta. Também abrigará outros 2 restaurantes, além de uma biblioteca e salas para conferência com capacidade para 800 pessoas.

Pelo jeito, o hotel será o máximo. Dêem só uma olhada nos outros projetos de monsieur Perrault. É de cair o queixo.


Centro Olímpico de Tênis, Madri


Interior da Biblioteca Nacional de Paris


Tribunal de Justiça das Comunidades Européias, Luxemburgo

2 comentários:

Beatriz Marques disse...

vou ter de voltar a barça!
hehehe

Cris Couto disse...

vai mesmo, né bica?